Mínimas Coisas

Banalidades Cotidianas

Hacker X Cracker

Estou cansado de ler/ouvir as pessoas atribuírem ações de crackers à hackers. Existe uma diferença abismal entre os dois termos. Para começar, vamos definir que hacker é o mocinho e o cracker é o vilão.

“Elaborei este artigo com o intuito de tentar da maneira mais clara possível, dirimir a dúvida comum e perturbadora, que paira sobre as cabeças de nossos desesperados internautas e usuários de informática em geral. Não tenho pretensão de criar polêmica, nem tão pouco de ser o dono da verdade, entretanto, achei ético e justo, que todos tomem conhecimento deste terrível erro qualificativo.

De maneira equivocada e cheia de controvérsias, o termo Hacker é usado referindo-se a pessoas com pouca habilidade em programação e desprovidos de ética. Nas comunidades norteadas por uma ética profunda, o termo Hacker é atribuído ao colega com largo conhecimento na área de tecnologia, capaz de criar coisas inovadoras, e de doá-las para o público em geral. O gesto de doar, por natureza, causa consequências indigestas no meio. Uma delas é a eterna quebra-de-braço com os fabricantes de tecnologia, que em hipótese alguma, querem ver seus lucros despencando.
Para entendermos melhor o termo Hacker, analisaremos sua origem mediante alguns aspectos:

– Etimologicamente o termo Hacker está relacionado ao verbo cortar nas línguas germânicas. Este termo, também é associado ao ato de modificar ou inventar algo para realizar funcionalidades que não as originais.

– Historicamente foi utilizado muito antes da era Tecnológica. Era empregado para denominar os lenhadores experientes, que sabiam exatamente onde cortar a madeira, ou, melhor dizendo, abri-la a golpes de machado, da melhor maneira possível, e no lugar certo, a fim de obter maior qualidade no acabamento final de seus artefatos.

Entre os anos 60 e 70, esse termo voltou a ser utilizado. Thompson e Ritchie, dois jovens experts (pessoa com conhecimento profundo de uma ciência) em informática, resolveram abrir o código fonte de seus programas, e mostrar para outras pessoas. Devido a este ato, foram denominados pelos amigos, de Hackers.

Quem pode ser chamado de Hacker?

Para receber a denominação de Hacker, o indivíduo tem que está fundamentado em dois princípios: o do conhecimento e o da ética. Além do que, deverá ter a generosidade de compartilhar seus feitos, abrindo para comunidade em geral, sua fonte, seu código, sua descoberta, sua maneira de fazer. Se esta descoberta contribui de maneira útil para o avanço de pesquisas, você merece ser chamado de Hacker.

Lembre-se:
– Hacker, é um expert generoso, e apesar de estar associado aos profissionais de informática, podemos associá-lo ainda, como definição de um especialista em qualquer área.”

Fonte: Centro de mídia independente, por Ivan carvalho.
Leia o artigo na íntegra

Termos como “Hacker do bem” ou “Hacker ético” não fazem muito sentido, não passam de pleonasmos… Os hacker em geral influenciam positivamente a vida de todos nós. Hackers criaram e mantém a internet,milhares hackers desenvolvem um dos sistemas operacionais que mais crescem no mundo: GNU/Linux (mesmo que você não utilize Linux diretamente, com certeza, todos os dias você acessa sites que estão hospedados em servidores Linux), hackers exploram, identificam e alertam sobre falhas de segurança em sistemas computacionais, etc. Os crackers por sua vez são só um grupo de seres decrépitos com pouca inteligência e que fazem mal uso de conhecimentos técnicos.

Por favor, na próxima vez que for usar os termos hacker ou cracker, tome cuidado para não cometer nenhuma injustiça.

Anúncios

fevereiro 2, 2011 Posted by | Opinião | 3 Comentários

Você pode!

Hj fui à padaria e quando voltei percebi uma mensagem bem interessante impressa no verso do pacote onde trouxe os pães:

Era uma tarde nublada e fria e as crianças brincavam sem preocupação.
De repente, o gelo se quebrou e uma das crianças caiu na água. A outra criança vendo que seu amiguinho se afogava debaixo do gelo, pegou uma pedra e começou a golpear com todas as suas forças, conseguindo quebra-lo e salvar seu amigo.
Quando os bombeiros chegaram e viram o que havia acontecido, perguntaram ao menino:

– Como você fez? É impossível que você tenha quebrado o gelo com essa pedra e essas mãos tão pequenas!

Nesse instante apareceu um ancião e disse:

– Eu sei como ele conseguiu.

Todos perguntaram:

– Como?

O ancião respondeu:

– Não havia ninguém ao seu redor para lhe dizer que não conseguiria fazer…

“Se pode imaginar, podes conseguir” (Albert Einstein)

Muito legal …. acho que é essa a idéia, quando alguém lhe dizer que você não pode, faça como o glorioso John Locke de LOST e responda: “Não me diga o que eu não posso fazer” e faça!

janeiro 13, 2011 Posted by | Opinião | Deixe um comentário